As mesas girantes e o espiritismo

As mesas girantes e o espiritismo

SINOPSE

As pancadas e ruídos misteriosos registrados, na primeira metade do século XIX, na casa da família Fox, em Hydesville, Estados Unidos, resultaram, a partir de 1850, no fenômeno das mesas que flutuavam e respondiam perguntas – as mesas girantes –, o qual atravessaria o Atlântico para logo ganhar a Europa. Entre divertimentos vazios e o desdém dos céticos, as tais mesas, descobriu-se, envolviam em verdade questões de profundo interesse a toda a Humanidade.

Fruto de árdua pesquisa, este trabalho apresenta, a partir de relatos de jornais, textos e publicações da época, uma síntese histórica dos primórdios do Espiritismo, quando acontecimentos marcantes antecederam o surgimento, em abril de 1857, de O livro dos espíritos, obra que inaugura a Doutrina Espírita: a repercussão das mesas na imprensa; as divergências entre cientistas; as opiniões precipitadas; as conclusões grandiosas; o convencimento de intelectuais célebres; as acusações e os deboches; a chegada ao Brasil; os primeiros contatos de Denizard Rivail com o distinto fenômeno; e sua gradual transformação, enfim, no vulto respeitável de Allan Kardec.

 

FICHA TÉCNICA

 Título: As mesas girantes e o espiritismo

Autor: Zêus Wantuil

Assunto: História

Edição:

Número de páginas: 364

ISBN: 978-85-9466-175-3

Código de Barras: 9788594661753

Formato: 14x21x2,4cm

Peso: 402g

Categoria:

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “As mesas girantes e o espiritismo”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *